Carreira

Futuro do trabalho: quais são as habilidades necessárias?

Muito se fala sobre o futuro do mercado de trabalho. Tecnologias, inteligência artificial, metodologias ágeis, entre outros recursos que vão transformar as profissões e as empresas nos próximos anos.

Com o surgimento de novas ferramentas e novas formas de trabalhar, é melhor nos prepararmos para adquirir habilidades técnicas, correto?

Não somente!

No mercado de trabalho do trabalho do futuro (e digamos que o futuro já chegou), as habilidades técnicas podem até fazer uma pessoa ser contratada, mas são as habilidades humanas que proporcionarão o crescimento na empresa.

Não estou dizendo que aprender a usar novas tecnologias não seja necessário. Só digo que é ainda mais importante encontrar equilíbrio entre as chamadas habilidades técnicas e comportamentais.

E aí, quer saber quais habilidades e competências farão toda diferença no mercado de trabalho do futuro? Acompanhe este post até o final e saiba mais.

Para compreender o universo das soft e hard skills, como são conhecidas, em primeiro lugar é necessário entender os conceitos. Vamos lá?

O que são hard e soft skills?

As Hard Skills estão relacionadas às competências técnicas como Photoshop, Excel e Word, a título de exemplo. São aprendizados ligados, normalmente, a uma ou mais ferramentas. Soft Skills tem a ver com habilidades comportamentais como relacionamento interpessoal no ambiente profissional.

São consideradas Soft Skills a capacidade de realizar um trabalho em equipe, inteligência emocional, comunicação empática, criatividade, liderança, entre outras habilidades construídas durante a vida que são fruto de experiências culturais, familiares, entre outras vivências.

No passado, era comum os colaboradores serem avaliados pelas Hard Skills. Hoje, as empresas passaram a valorizar também as Soft Skills. Então, se você quer ser um profissional do futuro, se atualize, mas sem deixar de pensar em desenvolver suas habilidades humanas.

Sim!  Há momentos que é necessário investir em profissionais que sejam fluentes no inglês, que compreendam o universo dos softwares ou possuem certificações. Mas não se esqueça: no mercado de trabalho do futuro, as empresas apostarão suas fichas em colaboradores que tenham qualidades como visão estratégica, criatividade, gestão de pessoas, trabalho em equipe, boa gestão do tempo, entre outras habilidades.

Todas elas são construídas com o amadurecimento profissional e são utilizadas não apenas na frente de um computador ou de outra tecnologia, mas também são importantes em reuniões, no convívio com colegas, na melhoria do bem-estar da equipe.

Então, se você deseja ser um profissional do futuro, vá além dos títulos acadêmico! Reflita sobre sua carreira  e pense na importância de incluir habilidades pessoais e interpessoais.

Habilidades humanas não são “mimimi”!

Você sabia que a Organização das Nações Unidas (ONU) elegeu a inteligência emocional como essencial para a formação de um profissional do futuro?

É isso mesmo!

Antes, as escolas se preocupavam em ensinar matemática, português e treinavam seus alunos para passarem nas melhores universidades do país.

Hoje, entretanto, a responsabilidade das instituições de ensino é irem além, desenvolvendo nossas crianças para o futuro do trabalho com habilidades humanas.

Certamente, você que lê este texto não passou por uma escola voltada para as Soft Skills. Mas não se preocupe! Há várias formas de desenvolvê-las, sejam nos ambientes de trabalho, na família ou em outros contextos sociais.

E não é só isso: Se você pesquisar, há cursos que podem te ajudar desenvolver todas essas competências do futuro. No mercado, é possível encontrar aulas sobre inteligência emocional, gestão do tempo, liderança e muito mais!

Além da inteligência emocional, existem outras 10 habilidades requeridas e que podem fazer toda diferença no mercado de trabalho do futuro. Elas se complementam e devem ser equilibradas para se ter um profissional do futuro completo. Confira:

 

  • comunicação;
  • criatividade;
  • adaptabilidade;
  • resolução de problemas complexos;
  • negociação;
  • tomada de decisões;
  • liderança;
  • gestão de pessoas;
  • pensamento crítico;
  • empreendedorismo.

E aí, vamos conhecer um pouquinho sobre cada uma dessas habilidades?

Se você deseja se destacar em sua área de atuação, precisa conhecer as 11 habilidades do futuro. Elas serão essenciais no perfil dos profissionais nos próximos anos.

Comunicação

Não adianta ser um profissional com muitas habilidades técnicas e não saber se comunicar com eficiência. É primordial saber transmitir suas ideias, seja na fala ou por escrito.

Saber se comunicar bem é fundamental para ter sucesso nas tarefas desenvolvidas diariamente, seja ao lidar com líderes e colegas de trabalho, ao expor ideias ou apresentar projetos e relatórios.

Criatividade

As empresas valorizam profissionais criativos, porque a alta competitividade e o novo perfil de clientes e consumidores exigem profissionais capazes de transformar ideias novas e originais em algo real.

Ter criatividade é influenciar a inovação. Por isso, as empresas gostam de colaboradores que se destacam por descobrir formas de desempenhar atividades diferenciadas, que ninguém mais se deu ao trabalho de pensar sobre o assunto.

Adaptabilidade

A adaptabilidade é uma habilidade muito importante para o profissional do futuro. E a pandemia da Covid-19 escancarou ainda mais a urgência de termos essa característica profissional.

Isso pois, para que os profissionais tenham sucesso no trabalho, é necessário saber se adaptar facilmente e acompanhar as mudanças e a superar os desafios impostos pelo mercado e pela sociedade.

Eles também precisam ter flexibilidade cognitiva, uma vez que precisam ser capazes de mudar seu pensamento na mesma velocidade em que novos problemas e situações surgem no ambiente profissional.

As empresas valorizam colaboradores que são capazes de olhar uma situação de vários ângulos e formular o melhor plano de ação.

Resolução de problemas complexos

O profissional do futuro terá que apresentar a capacidade de resolver problemas, às vezes nunca vistos, que podem envolver outras áreas e a capacidade de lidar com pessoas.

A pandemia da Covid-19, destaco novamente, veio para mostrar também como essa habilidade é importante e necessária para o profissional do futuro.

Podemos dizer que a resolução de problemas complexos também está relacionada com a criatividade, a inteligência emocional, o pensamento estratégico e segurança para agir em momentos desafiadores!

Negociação

Mesmo sem perceber, você já fez algum tipo de negociação na vida, não é mesmo? O profissional que domina essa habilidade convence mais facilmente as pessoas ao vender suas ideias e produtos, além de saber negociar prazos, valores e até fechar novos trabalhos com clientes.

As empresas buscam profissionais que saibam negociar em diversas situações (especialmente nos conflitos), para que haja um bom entendimento entre funcionários, cliente, além da manutenção do bom clima organizacional.

Tomada de decisões

O profissional do futuro deve estar preparado para lidar com a complexidade das situações e encontrar soluções alinhadas aos objetivos e propósitos da empresa.

Para tomar as decisões no negócio, esse perfil de profissional será bem requisitado no futuro, pois normalmente são pessoas com boa capacidade de ler e interpretar informações, ter novos insights, analisar números e agir estrategicamente, mesmo em momentos difíceis.

Liderança

A liderança está no topo lista de habilidades para os profissionais do futuro. Um bom líder é ser capaz de trabalhar em equipe, ser coordenado ou coordenar, compartilhar, interagir, saber gerir as pessoas e se autoliderar. E principalmente, agir com empatia e respeito, entendendo a realidade de cada pessoa da equipe.

Ser líder é saber também ser autônomo e capaz de administrar seu próprio tempo. O perfil de liderança está muito ligado às outras habilidades, pois este profissional estará à frente de diversas situações.

Gestão de pessoas

A habilidade de gerir pessoas é de grande relevância para o profissional do futuro. Quem é capacitado para gerenciar pessoas costuma exercer também sua inteligência emocional, motivando as equipes, ouvindo os colaboradores.

A boa gestão de pessoas é habilidade muito importante, pois os funcionários ficam mais entusiasmados a corresponder às demandas de produtividade e criatividade da empresa. Todos saem ganhando com a gestão de pessoas!

Pensamento crítico

Quando você exerce o pensamento crítico, é mais fácil encontrar soluções efetivas para problemas e projetos. Quem investe nessa habilidade só tende a ganhar na carreira, por causa sua grande influência no ambiente de trabalho.

Podemos dizer que o pensamento crítico está relacionado com a criatividade e com a tomada de decisões. Se você abre a sua mente para pensar em um assunto(abrindo mão de suas crenças e opiniões), é mais fácil de resolver  situações inesperadas, além de chegar conclusões inovadoras e positivas para o negócio.

Empreendedorismo

Para ser um profissional empreendedor, você não precisa abrir, necessariamente, o seu negócio. Ser empreendedor na carreira significa ter originalidade e fluência de ideias, estratégias de aprendizado constantes, capacidade de definir objetivos claros e saber aplicar conhecimento de maneira proativa.

O profissional empreendedor enxerga com mais facilidade novas oportunidades de gerar resultados para a empresa, tirar projetos do papel, ter visão de futuro, entre outros comportamentos comuns entre os empreendedores (que abrem um negócio).

Inteligência emocional

Ser capaz de entender os outros e a si mesmo, por meio da inteligência emocional, está entre as principais habilidades do futuro. Não à toa essa está conectada com todas as outras habilidades.

Um profissional que é capaz de controlar suas respostas emocionais para tomar decisões racionais se destaca no mercado.

A inteligência emocional é a facilidade com que uma pessoa consegue identificar seus sentimentos e suas emoções.  Quando o profissional usa sua inteligência emocional, maior sua chance de conseguir manter o controle sobre o que está sentindo, especialmente sob pressão ou em dias adversos no trabalho.

A inteligência emocional sempre foi importante, mas agora é indispensável. Todos podem buscar o autoconhecimento para colocar em prática essa habilidade tão requerida profissionalmente.

E aí, gosto dou conteúdo? Saiba que todas as habilidades citadas acima podem ser desenvolvidas por meio de treinamentos e cursos. Esses aprendizados farão diferença em sua carreira e poderão ajudar na disputa por uma vaga de trabalho no futuro.

Continue acompanhando o blog da Profissas e saiba mais sobre as habilidades do futuro, mercado de trabalho, entre outros assuntos para impulsionar a sua carreira e o seu negócio.

Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *