Criatividade

Quer escrever bem? Comece a ler mais – bem mais.

Desculpa arrancar o band-aid de uma vez na nossa primeira conversa íntima. Mas é verdade. Se você está esperando alguma mágica cair do céu para que consiga virar o Mestre dos Magos das palavras, sinto te informar que, nesse caso, seu bom senso terminou junto com a Caverna do Dragão.

Não há fórmula mágica. Nem eu, nem Houdini, poderemos te salvar.

Aliás, quem vai te ajudar a escrever, mesmo, nem sou eu, não. São os livros que você lê. Eles são as melhores formas de aumentar seu repertório para que escrever um e-mail, um texto, um livro ou uma carta comecem a soar cada vez mais naturais a seus pensamentos.

Portanto, essa primeira prática visa te transformar não em um escritor, mas em um aprendiz da profissão, que recebe o nome científico de “leitor”.

Um leitor com repertório entendeu minhas citações cult ali em cima ou, pelo menos, parou a leitura para buscar respostas na internet.

Se você não fez nem uma coisa nem outra, aumente a carga desse primeiro exercício. Não vai doer, prometo.

E LÁ VAMOS NÓS!

Sem choro, sem firula e sem querer roubar – o espírito da escrita é onipresente e vai saber se você tentou dar uma de espertinho ou não! –, escolha um livro de pelo menos 100 páginas.

Pode ser de figuras ilustradas se você souber ler figuras. Senão, comecemos com os de palavras, mesmo. (Ai, essa doeu)

Hoje, quando fechar seu e-mail, você vai achar um espaço na agenda para ler 10 páginas desse livro.

Pelos próximos cinco dias, sua vida será assim:

Hoje: 10 páginas

Amanhã: 12 páginas

Depois de amanhã: 14 páginas

Depois de depois de amanhã: 16 páginas

Depois de depois de depois de amanhã: 18 páginas

Caso 10 páginas se torne pouco pra você, aumente  esses números como quiser. A ideia é que o hábito da leitura entre de vez na sua vida, para isso, sugerimos que por pelo menos 30 dias você seja um leitor voraz e consuma entre 10 e 30 páginas de qualquer livro por dia.

Se você realmente gostar de ler e ler isso tudo em uma semana, vai querer escrever algo, diretamente relacionado ou não à leitura escolhida. Não deixe esse momentum passar. Sente, escreva, imagine e, se quiser, me mande o resultado. Podemos falar muito sobre ele.

O que você vai aprender com essa prática?

A criar sua rotina de leitor, a aprender que você precisa ler antes de se atrever a rabiscar e a compreender que é o conhecimento adquirido que vai te tornar FODA em qualquer coisa que você tentar fazer na vida. Inclusive escrever.

Por isso, repita-a todos os dias e, quando o número mínimo de páginas estiver baixo, aumente a carga. Leia no ônibus, na fila do banco, na farmácia ou fazendo cocô. O importante é que cada pequeno momento da sua vida seja inspirador o suficiente para que você aprenda, absorva, reflita e repasse.

Lembre-se: só o conhecimento salva.

O que você vai conhecer hoje?

Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

×
Ei! Se precisar de algo, estamos aqui pra te ajudar! :)