Carreira

Respira, inspira e não pira! 11 dicas para lidar melhor com a ansiedade

Uma das constatações mais paradoxais dos últimos tempos, para quem se sente ansioso, é essa: tá todo mundo do mesmo jeito. O senso coletivo pode tanto diminuir o peso individual da ansiedade ou nos fazer despirocar de vez, em conjunto.

A grande questão, no entanto, não é quantas pessoas convivem hoje com a ansiedade, mas quantas se sentem pessoal e profissionalmente prejudicadas por ela. Não adianta: ser ansioso é um passo à frente para sofrer, se precipitar e deixar que o desespero tome conta de várias situações que, em condições normais de temperatura e pressão, seriam domadas e resolvidas tranquilamente.

Para sair um pouco do time dos ansiosos, veja as #dicasprofissas que separamos hoje:

#1 Respire

Pode parecer bobagem, mas faz toda a diferença: lembrar-se de respirar com tranquilidade, durante um momento de ansiedade, é o primeiro passo para fazer com que o cérebro e o corpo voltem ao estado natural de funcionamento. A dica é inspirar profundamente e expirar de forma bem lenta, tomando ciência de todo esse processo. Já falamos sobre o mindfulness aqui e como ele pode te ajudar também!

#2 Fique confortável

Se pensamentos ansiosos começarem a invadir sua consciência, ligue o rádio, coloque sua música preferida, dance, cante. Faça coisas que te geram conforto para que, pouco a pouco, você pare de pensar de maneira imediatista.

E atenção: perceba que não falamos aqui sobre comer, porque a comida não pode ser uma válvula de escape para a ansiedade. Ela tem que ser um prazer à parte – do contrário, pode servir de gatilho para outras crises.

#3 Pense duas vezes antes de falar ou agir

Te irritaram, na vida real ou nas redes sociais? Engolir sapo não é a melhor saída, mas quem é ansioso deve se acostumar a pensar duas vezes antes de tomar uma decisão muito imediata. A ansiedade nos faz perder a razão e a noção do tamanho e do peso das palavras e ações.

Não responder de imediato a algo que te fez raiva vai te salvar de ter ainda mais raiva no futuro.

#4 Seja gentil

Uma forma de se distrair da sua ansiedade latente é sendo gentil. Observar as necessidades das outras pessoas e se colocar à disposição para ajudá-las vai melhorar consideravelmente suas chances de sair dos picos de ansiedade no dia a dia.

#5 Exercite-se

Seu corpo agradece quando você se exercita, principalmente em crises de ansiedade. Gastar energia faz com que seu sistema se preocupe com outras coisas e a movimentação ainda melhora outras esferas da sua vida pessoal, como o condicionamento físico.

#6 Desligue o celular

Esse é um dos maiores desafios para quem é ansioso, mas pode acreditar: faz toda a diferença. Almoçar, andar de ônibus e dormir sem a ajuda ou interrupção de celulares e outros aparelhos eletrônicos é uma forma muito eficiente de diminuir a ansiedade.

Primeiro porque, ao desligar o celular, você começa a entender que nada é tão urgente que você não possa se desligar por cinco minutos. Segundo porque, ao deixar os gadgets de lado, você se concentra no que realmente precisa da sua atenção, como mastigar ou ler um livro.

#7 Divirta-se

Vá ao cinema, ao parque, tenha um animalzinho de estimação, encontre os amigos, abra um vinho. A ansiedade comumente nos faz perder o foco de porque é que a vida vale a pena. Por isso, tenha hobbies ou rotinas que te relembrem semanalmente (ou diariamente) do propósito de estar vivo.

#8 Opere no sentido horário

O tempo é o único ativo que não volta pra gente, por mais que você invista nele. Por isso, para ser menos ansioso, aceita essa verdade: o relógio vai passar, a vida vai passar e o destino de todo mundo é não viver para sempre. Frente a isso, não precisa se desesperar para “viver cada dia como se fosse o último”, mas aproveite os pequenos prazeres da vida conforme as horas passam.

Se organize durante os dias para ter essa oportunidade.

#9 Olhe pelo lado bom

Absolutamente tudo nessa vida tem um lado bom. Se você conseguir perseguir o hábito de olhar sempre através dele, verá sua ansiedade diminuir gradualmente, já que uma das características mais contundentes dessa condição é a bateção desenfreada da tecla no lado ruim – ou no que de ruim pode acontecer.

#10 Encontre um propósito no presente

O sentido da vida é algo filosófico e intrigante, e todos querem falar sobre ele. Mas, para não transformar até essa aventura em uma outra fonte de ansiedade, procure ter um propósito hoje, agora, e não no que fará sua vida ter sentido dentro de muitos anos.

Construir um propósito verdadeiro vai te fazer passar pelos próximos dias focado em realizar seus sonhos e te distrair um pouco dos picos de ansiedade.

#11 Busque ajuda

Se nada disso der certo, hora de procurar ajuda médica e/ou psicológica para entender, de vez, de onde vem sua ansiedade e como tratá-la. Aliás, quem faz terapia fala que nem sempre é preciso esperar a esse ponto para se analisar e descobrir algo sobre si mesmo: a terapia é indicada até para quem não sofre horrores com a ansiedade.

O que não dá, de jeito nenhum, é sofrer sozinho.

Por isso, conte com a indicação de amigos para ajudas pontuais e com a gente, da Profissas, para conversas significativas e desabafos. Afinal, ao colocar tudo pra fora, a ansiedade acaba saindo também.

 

Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

×
Ei! Se precisar de algo, estamos aqui pra te ajudar! :)