Criatividade

7 técnicas de storytelling para você aprender agora e melhorar seus conteúdos

Storytelling é uma das maneiras mais eficientes de dar alma aos seus conteúdos e torná-los interessantes.

Contar histórias é um recurso que permite criar identificação com o leitor, fazê-lo se interessar por uma mensagem e se engajar com ela. Mas uma narrativa precisa ser bem construída para trazer os resultados que queremos, por isso é importante conhecer as principais técnicas de storytelling.

São metodologias comprovadas para fazer com que qualquer material chame atenção e seja irresistível o bastante para que o usuário o compartilhe. No artigo de hoje, vamos lhe ensinar exatamente como conseguir isso.

Conheça algumas técnicas de storytelling que vão ajudar você a criar os melhores conteúdos!

1. Entenda bem o seu leitor e as expectativas dele

Alguns tipos de histórias nos atraem mais do que as outras porque somos, naturalmente, diferentes. Há pessoas que gostam de ação e outras que preferem aventura. Na hora de construir storytelling para a internet é preciso saber exatamente com quem você está falando.

O que o seu leitor busca em um conteúdo? Que tipo de materiais ele consome com mais frequência e o que há em comum neles? Quando o seu leitor absorve esse conteúdo e quanto tempo pode passar consumindo um texto, vídeo ou apresentação?

Tudo isso vai influenciar na maneira como você estrutura a sua história e nos recursos que pode utilizar para construí-la. O ideal é se adequar sempre à realidade do leitor porque essa é a maneira mais simples de se identificar com ele.

2. Provoque sensações para evocar sentimentos

Boas histórias são capazes de fazer com que sintamos muitas coisas. Raiva, satisfação, curiosidade e riso são as reações mais comumente exploradas na literatura (não necessariamente nessa ordem). Para despertar sentimentos, porém, o escritor deve ser capaz de estimular os sentidos.

Uma narrativa rica, que nos estimula a nos colocarmos no lugar do protagonista e entender exatamente pelo que ele está passando é eficiente nessas horas. Descreva lugares, especifique texturas, faça com que ao fechar os olhos o seu leitor possa ser transportado para este universo em que a história acontece e consiga assim a atenção completa dele.

3. Comece a história de onde faz mais sentido

Muitas vezes um conteúdo perde leitores porque eles podem imaginar exatamente para onde aquela história vai. Se você dá muitas informações para quem consome o material de uma só vez é provável que essa pessoa pense que já viu aquela narrativa em algum lugar, ou que, já consegue imaginar o final. Por isso, muitas vezes vale a pena começar a sua história um pouco adiante.

Faça com que o seu interlocutor fique curioso em relação ao artigo ou vídeo que consome e não entregue todos os detalhes de bandeja. Dê a ele um motivo para acompanhar o storytelling até o final e, só então, conseguir entender a mensagem que gostaria de passar.

Começar de onde faz mais sentido é fugir da estrutura de começo, meio e fim com que estamos familiarizados e subverter às expectativas de quem acompanha um conteúdo.

4. Não fale mais que o necessário

Da mesma forma como dar informações demais pode entregar o fim de uma história logo no começo, o excesso delas também pode tornar um texto maçante. Você já deve ter lido algum conteúdo assim: ele começa bem, mas se atém a tantos detalhes desnecessários que, lá pela metade, o interesse já sumiu.

O ideal é construir uma história que contenha todos os dados necessários para ser compreendida e nada mais. Se alongar na descrição de uma rua em que o seu personagem passará menos de um parágrafo é a melhor forma de fazer com que o seu leitor se distraía e procure outra coisa para ler.

5. Insira uma reviravolta no seu conteúdo

Não há nada mais gostoso do que ler uma história com diferentes dimensões. Incluir reviravoltas no seu conteúdo, que surpreendem e atiçam a curiosidade do interlocutor é fundamental para mantê-lo dentro de uma narrativa.

Pense nos TED Talks mais incríveis que já assistiu: quase todos eles conectam mais de um tema que parecem não ter muito em comum, mas cuja similaridade se torna óbvia no final. Em geral, isso acontece por causa de uma reviravolta, um insight que quem conta a história teve ou uma mudança de percepção.

Utilize o mesmo recurso ao contar uma história e veja como ela fica mais interessante.

6. Coloque o leitor como protagonista

Fazer com que o leitor se sinta protagonista de um conteúdo é um dos recursos mais populares na literatura. Nem sempre óbvio, em geral ele apenas faz com que nos sintamos emocionalmente conectados com quem performa a ação. É essa ferramenta que autores aplicam para fazer com que, na maioria das vezes, torçamos por um final feliz.

Se o seu interlocutor acredita que ele tomaria decisões parecidas com que as que vê ao longo do conteúdo, que se comportaria de maneira semelhante ao protagonista ou que divide com ele traços em comum percebidos na leitura, como a coragem ou a inteligência, ele vai ler a sua história. Até o último parágrafo.

7. Não se esqueça da mensagem

Não se empolgue demais com a narrativa e deixe de lado a mensagem que gostaria de passar. O storytelling se difere da ficção porque ele tem sempre um objetivo claro. Se quer contar porque uma marca é diferente da concorrência você deve guiar quem lê até essa conclusão.

Pense no storytelling mais como uma fábula do que como um romance. Ele precisa não só entreter. Passar uma mensagem clara é tão importante quanto conseguir que seu leitor o acompanhe até o final.

Se quiser convencer pessoas, construir relacionamentos e trazer mais atenção para as suas peças de conteúdo o storytelling é um recurso que precisa dominar. Com as dicas mencionadas aqui você tem a chance de começar a contar histórias que geram engajamento e conversões.

E aí, o que achou dessas técnicas de storytelling? Quer continuar aprendendo? Comece agora mesmo o Mini Curso de Storytelling e aprenda, de uma vez por todas, a contar histórias que geram engajamento!

Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

×
Ei! Se precisar de algo, estamos aqui pra te ajudar! :)