Vida

5 razões para ler o livro “Me Poupe! 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso”

O ano era 2017.

Passei 45 dias fora de casa, em um trabalho alocado em Florianópolis (sou de BH). Quando voltei, me esperavam algumas revistas sobre a mesa, dentre elas uma edição de Você S/A que me chamou a atenção por uma matéria com uma moça vestida de Mulher Maravilha.

Bastam cinco minutos de conversa comigo para saber que eu sou fã da personagem – e, por isso, li a matéria até o final. A moça em questão se chamava Nathalia Arcuri e a reportagem focava na conquista de seu primeiro milhão líquido – ou seja, sem patrimônios, apenas dinheiro – aos 31 anos de idade.

Para contar suas fórmulas de investimento e enriquecimento ela tinha um blog e um canal do YouTube, que também se aproximava de seu primeiro milhão de seguidores.

Na época eu, que estava processo de pagar casamento e já tinha passado um perrengue ferrado no primeiro semestre (que conto em detalhes nesse post aqui), me interessei em saber como uma jornalista, que nunca fez uma faculdade de economia e não tinha heranças pra colecionar, conseguiu a proeza de se tornar milionária.  

Detalhe: eu tinha a maior preguiça de vídeos quando dei uma chance para o primeiro conteúdo da Nathalia.

Corta pra 2018.

O ano em que me casei com todas as contas pagas na semana no casamento. Em que fui para uma lua de mel dos sonhos em Jericoacoara. E que, mais importante, diversifiquei minha carta de investimentos e posso dizer, com certeza, que aprendi a cuidar com carinho do meu dinheiro.

Talvez isso tudo tivesse rolado sem que a Você S/A entrasse na história, mas tive 30 anos antes desse momento e nunca entendi ou me interessei por finanças a ponto de brilhar os olhos vendo uma planilha de Excel (#soudehumanas).

E foi exatamente por isso que, dez dias antes do meu casório, em junho, fiquei três horas na fila para pegar o autógrafo da Nath – agora sou seguidora íntima – em seu livro “Me Poupe! 10 Passos Para Nunca Mais Faltar Dinheiro no Seu Bolso”.

Acredito tanto no potencial desse livro em ajudar as pessoas que, no último mês, já presenteei duas pessoas com ele. E farei isso muito mais nos próximos aniversários (se você é amigo, desculpa o spoiler!). A coisa toda é tão incrível que o preço de capa é irrisório, menos de 30 reais, justamente para que qualquer pessoa possa comprá-lo.

Não vou entregar o ouro e contar o que tem no livro, porque a simples experiência da leitura já vai mudar sua vida. O que posso e vou fazer é te dar cinco motivinhos básicos para que você troque os próximos cinco refrigerantes da sua vida por essa verdadeira obra de arte em 175 páginas.

E nem adianta torcer o nariz: Nath não é uma “guru da autoajuda financeira”, prometendo que você vai conquistar aquilo que está absurdamente longe das suas capacidades. Ela é uma pessoa normal que vive sua verdade, com disciplina e responsabilidade, em busca da tão sonhada independência financeira.

De mais a mais, se for pra colocar um título, diria que Nath é, além de #musadasfinanças, a dona do sovaco mais bonito – e rico – do Brasil.

#1 – É uma leitura fácil

O canal da Nath no YouTube criou uma nova categoria de conteúdos, chamada hoje de “entretenimento financeiro”. Basta ver uns três vídeos para entender o porque: a linguagem adotada por ela é extremamente divertida e fácil.

No livro, assim como nas redes sociais, Nath fala de CDB, CDI, Selic, renda fixa e variável, crédito agrícola e milhões de outras coisas sem que isso pareça chato ou inatingível. Na minha modesta opinião, é como se sentar com uma candidata ao posto de presidente do Banco Central e entender absolutamente tudo o que ela fala.

Portanto, não é raro que qualquer pessoa entenda os conteúdos que ela escreveu sem precisar recorrer ao dicionário. Aliás, raro deve ser o contrário disso.

#2 – É possível colocar as dicas em prática HOJE

O livro é tão gostoso que você consegue consumir todo seu conteúdo em uma sentada. E a melhor parte é que não é preciso esperar dias, meses ou anos para colocar em prática as dicas para enriquecer licitamente.

Todos – sim, todos – os 10 passos que ela cita podem ser aplicados a qualquer momento da sua vida, mesmo, e inclusive, se você estiver endividado. Afinal, nada melhor do que colocar a casa em ordem para começar a poupar, e até isso ela ensina.

Aliás, aqui cabe um parêntese gigantesco: o Me Poupe!, seja em forma de livro, canal ou blog, não é uma marca voltada apenas para quem já tem 20 ou 200 mil para guardados e não sabe o que fazer com a grana. É pra todo mundo, inclusive quem deve muitos reais.

#3 – O livro te lembra seus propósitos de vida

Pode ser exagero de fã, mas terminei a leitura entre os ninjas descascadores de cebola que me trouxeram algumas lágrimas aos olhos. Isso porque, no decorrer dele, eu era constantemente lembrada sobre todos os meus propósitos de vida, meus valores pessoais e como ter (mais) dinheiro pode potencializar minha melhor versão.

Afinal, por que você trabalha? Por que se submete a fazer o que faz todo dia? O salário, no quinto dia útil, não pode ser a única resposta, porque o que vem acima dele é o propósito pelo qual você faz tudo isso. E espera, claro, ser remunerado de acordo.

O propósito da Nath, por exemplo, é desfuder o Brasil. Em várias passagens (emocionantes) ela conta sobre como esse propósito foi alimentado e virou seu trabalho, e principal fonte de renda, hoje.

Ah, o livro também vai te ajudar a definir qual é o valor da sua hora – ou seja, se você for profissional autônomo, vai cair bem ter noção de quanto cobrar daqui pra frente.

#4 – As páginas escondem milhares de insights para ganhar dinheiro

Uma das coisas mais fantásticas sobre essa obra, pra mim, é que ela deixa bem claro que não existe milagre: tem que ralar pra ter grana, seja dez mil ou um milhão.

Lembro que, ano passado, na minha jornada da poupança para o casamento, cheguei a ter cinco empregos em novembro:

  1. Na minha própria empresa, de marketing digital;
  2. Na Profissas;
  3. Cobrindo licença-paternidade em uma instituição de ensino;
  4. Orientando TCCs de pós-graduação em um centro universitário;
  5. Vendendo picolés no quiosque da minha amiga Jéssica.

O dinheiro veio, mas não conseguiria levar esse ritmo por muito tempo, uma vez que tô meio longe dos vinte anos e o corpo cobra o preço pelo esforço exagerado. ;p

Hoje, graças às dicas da Nath e do autoconhecimento sobre meus próprios limites, continuo diversificando minhas fontes de renda, seja fazendo freelas que não compitam com o core business dos meus negócios, seja promovendo bazares, vendendo curso de escrita… enfim, não precisamos nos contentar apenas com nossa principal forma de ganhar dinheiro se podemos ter várias!

A leitura do “Me Poupe!” vai te dar várias ideias do que fazer para ter dinheiro em caixa.  

#5 – Você vai ser rico

E essa não é promessa vazia, é fato.

A narrativa da autora começa com um não que ela levou ainda na infância, e passa por várias outras negativas que a impulsionaram na carreira e na vida. Ou seja, se alguém te falar que você NÃO vai ser rico, essa é só uma oportunidade de dar a essa pessoa uma bela banana.

Esse não é um livro de sonhos, porque os sonhos são coisas que você tem. Esse é um livro de organizações, criação de hábitos e conhecimento em finanças para que os sonhos sejam realizados. É uma obra que te lembra porque é que você busca ter grana e te mostra que o propósito é o verdadeiro mensageiro da felicidade, e não o dinheiro em si.

Com o livro você tem o pacote completo: vai aprender a sair das dívidas, a dividir seu orçamento para que não falte grana no fim do mês, a investir para que o dinheiro trabalhe para você e a encontrar, na sua rotina, as possibilidades de fazer e juntar cada vez mais grana. Com muita disciplina e foco, sua independência financeira pode estar bem mais perto do que você imagina.

Quando terminar de ler, pode vir conversar comigo, pois Nathalia Arcuri, finanças e literatura são assuntos dos quais eu aprendi a não me esgotar nunca. Vamos enriquecer juntos e mostrar esses sovacos pra vida – porque ela tem tudo pra ser, e será, uma grande festa.

Ah, que festa!

Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

×
Ei! Se precisar de algo, estamos aqui pra te ajudar! :)