Freelancer

5 dicas para organizar a sua agenda de freelancer

Se tem uma coisa que a vida de freelancer não é, uma palavra define: fácil. Não é fácil atender, sozinho, a vários clientes e gerenciar prazos, produções e pagamentos, tudo ao mesmo tempo agora. Além de uma disciplina absurda para lidar com todos esses pratinhos é preciso, também, ter uma organização bacana para não colocar tudo a perder.

Afinal, um cliente insatisfeito não fecha apenas uma porta para o freela, e sim várias: a dele e a das indicações que ele não faz.

E nós queremos que você sofra com isso? Claro que não. Queremos que você seja o freelancer mais #profissa e bem pago da praça. Para que nossos votos de boas vendas já façam efeito a partir de hoje, nada como começar do começo e organizar essa agendinha que, por meses, esteve no fundo da gaveta e às vezes você nem se lembrava para o que servia.

Agora é a hora de dar um significado a ela, mas um significado de verdade. Daqueles de mudar a carreira mais importante do mundo: a sua.

#1 – Tenha uma agenda

Isso mesmo que você leu. Se você ainda não comprou sua agendinha 2018 com adesivos (ou não) porque achava que não ia precisar, achou errado, otário está completamente enganado.

A agenda de papel é uma amiga para todas as horas e eu vou te explicar porque: por mais que você tenha seu calendário do Google, do Trello, da Disney, etc., podem haver momentos em que você está sem a internet ou sem bateria. O melhor backup nessas horas é a tal da agenda de papel, que só vai te deixar na mão se cair no meio da enxurrada.

Já tem a agenda? Ótimo. Vamos para a segunda parte, que agrada muito mais quem gosta de brincar com a tecnologia.

#2 – Recrie sua agenda em uma planilha

Por muitos anos eu fui avessa a planilhas por achar que nunca entenderia uma, mas a realidade é que elas são a segunda best friend do freelancer.

Com uma planilha você pode usar dois recursos incríveis para organizar os afazeres do dia, da semana e do mês: linhas e cores.

Nas linhas você pode colocar as tarefas do dia por ordem de prioridade. As cores vão te ajudar a ver o que está em dia, atrasado ou incompleto. É uma to do list editável, diferente da agenda de papel, que nem sempre vai te dar esses recursos à distância de um clique.

Eu faço a minha no Google Drive e uso as cores verde, amarela, vermelha e azul para criar a organização da agenda, sendo que verde são as tarefas feitas, amarela a que estou fazendo no momento, vermelhas as atrasadas e azuis as que podem tomar mais tempo do que eu imagino, como as reuniões.

Basicamente, algo assim:

Se você quiser, centralize nessa agenda também seus compromissos pessoais, para entender se vai dar para fazer tudo dentro do prazo. No Google agenda, você também pode separar por cores e usar o aplicativo “GTasks” para monitorar suas tarefas.

#3 – Urgente x Importante

Com a planilha criada, comece a alocar as tarefas de acordo com sua urgência ou importância. Saber diferenciar as duas coisas é requisito básico para ser um freela de sucesso.

Em resumo, urgente é tudo aquilo que, se não for feito agora, pode dar um grande problema na sequência. Importante é o que precisa ser feito, mas não como um modo de apagar incêndios.

Quando você tem uma lista de tarefas bem distribuídas ao longo do dia, consegue perceber se precisar trocar uma ou outra de ordem sem causar prejuízo a você ou aos projetos com os quais trabalha.

#4 – Trello e Slack

Se você é freelancer em trabalhos coletivos, ou seja, desenvolve um projeto com outros freelancers ou membros de uma equipe, utilize a tecnologia a seu favor ao organizar suas demandas.

Alguns dos programas mais populares para isso são gratuitos, como o Trello e o Slack. Eles podem te ajudar a ver em que pé está uma etapa do projeto e informar aos outros membros do time como anda seu trabalho. A produtividade, com eles, vai lá em cima.

#5 – Oxigene-se

Por falar em produtividade, não dá pra falar de organização de agenda sem falar dela. Afinal, muita gente que é freela está trabalhando de casa, e é irresponsável pensar que esse ambiente de trabalho não influencia em como a sua programação de tarefas será cumprida.

Sua vida de freelancer só vai dar certo se você fizer o seguinte:

  1.     Avisar pra sua família que, se o computador estiver ligado, você está trabalhando;
  2.     Tirar o pijama para trabalhar – e nunca trabalhar da cama;
  3.     Aceitar que você vai precisar de um tempo sem computador, e de pijama, para ser mais produtivo.

Lembra daquela agendinha que você fez na planilha? Coloque nela os intervalos que você quer fazer e os cumpra. Nessas horas, nada de ficar sentadinho na frente do PC: dê uma volta, tome uma água, deite olhando pro teto. Desconecte-se do trabalho e, de preferência, faça um alongamento para não deixar o corpo dolorido após todas as horas da sua jornada de trabalho.

Seguindo essas diquinhas básicas, mas essenciais, você tem muito mais chances de não enlouquecer com as demandas e, tão importante quanto, não perder nenhum prazo. Escolheu ser freela? Seja um freela de verdade e sem enrolação! Respeite seu cliente para ser sempre respeitado por ele. 🙂

(E me conta aqui nos comentários as suas dicas pra gente melhorar essa lista salva-vidas.)

Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *