Vida

20 dicas profissas para uma vida adulta extraordinária

Contas, dívidas, trabalhos sem propósito, relações que não vão pra frente, amizades que ficam pra trás e músicas saudosistas são, basicamente, a fórmula de vida de muitos adultos que andam se perguntando, seriamente, quando foi que a criança dentro deles resolveu que queria crescer.

Nossas ilusões infantis traziam na idade adulta o mistério da liberdade, das decisões próprias, do sucesso, mas não se preocupavam com os termos e condições de uso das vantagens de ser gente grande.

E, pra completar, não tivemos nenhum manual pra aprender o que é ser um adulto legal, embora cada pedra no caminho – e a adolescência teve várias! – tenha sido usada para construir, com todas as qualidades e defeitos, quem somos hoje.

O que queremos com o material que te apresentamos agora não é chorar essa saudade derramada por anos pelas coisas que nunca acontecerão, e também não temos a intenção de lançar nenhum manual definitivo da vida adulta. Afinal, como você, também estamos vivendo e aprendendo.

Nosso objetivo com as dicas a seguir é tentar tornar sua vida adulta mais leve, menos chata, mais disciplinada para perseguir sonhos e menos levada a sério quando os sonhos custam a vir, ou se perdem pelo caminho.

Queremos te mostrar que dá pra ser Profissa na vida adulta pelo simples fato de ser você mesmo, bastando que, para isso, você calibre uma ou outra coisinha que farão com que você se sinta melhor com o que vem a seguir.

Não tome nada disso como regra, mas lembre-se de que seguir as instruções abaixo (baseadas no infográfico 30 habilidades que todo adulto funcional deveria ter) vai, no mínimo, te fazer ter um dia mais legal. 🙂

#01 Feedback não é ofensa, aceite com alegria!

Se você tiver consciência de que precisa de um retorno sólido pra crescer, e não confete vazio de quem não entende a grandeza das suas habilidades, vai querer receber mais feedbacks construtivos do que “parabéns você brilhou” como comentário das suas atividades.

#02 Peça desculpas sinceras

Errar é mais que humano: é adulto. Podemos fazer maratona de pés na jaca por dia e ainda não teremos um campeão isolado. Quando errar, peça desculpas. Quanto mais sinceras elas forem, mais verdadeiro é o alívio depois que as palavras saem da sua boca.

#03 Aproveite seu tempo da melhor forma

Seu dia só tem 24 horas. É isso, acabou. Não é porque você é adulto que conseguirá negociar com alguém mais horas no seu dia, ou anos na sua vida. Portanto, se organize melhor para fazer o que quer com o tempo que você tem.

#04 Diga “não” com respeito

Principalmente com respeito a você, que não merece fazer coisas que não quer só para agradar os outros. Mas lembre-se que as negativas não precisam ser agressivas. Dá pra falar “não” sem ofender quem está te pedindo alguma coisa.

#05 Lembre-se que o outro existe

Além de se colocar no lugar do outro para entender melhor suas dores e limitações, lembre-se de que ele existe. Você não está só no universo, nem tudo obedece à sua vontade. Seu direito sempre termina quando o do outro começa.

#06 Faça amigos

Quando você era criança e mal sabia falar a língua portuguesa, já fazia amigos, certo? Essa habilidade não morreu. Você ainda está aí dentro, cheio de amizade e amor para distribuir. Use essa ferramenta a seu favor. Nunca deixe de acreditar no poder de um amigo.

#07 Fale outra língua

O mundo tem sete bilhões de pessoas e você vai ter muito mais chances de fazer novos amigos (e conquistar a Europa, a África e mais um continente à sua escolha) se aprender um idioma diferente do seu.

#08 Trabalhe para viver…

… mas não viva para trabalhar: lembre-se de que você tem um orçamento a seguir, contas a pagar e planejamento financeiro a fazer. Mas não deixe que o dinheiro te diga como lidar com sua vida; como na música, mostre a ele quem é o dono de quem.

Ah, e se o trabalho não é o dos seus sonhos, busque o trabalho dos seus sonhos. Adultos frustrados incomodam muita gente, incluindo eles mesmos.

#09 Passe um tempo sozinho

O adulto que não consegue se alegrar com sua própria companhia dificilmente conseguirá fazer isso ao redor de outros.

#10 Fale em público

Ainda mais se você tiver boas ideias. O mundo merece te ouvir!

(PS: a dica para quando ficar nervoso se tiver que falar em público é imaginar toda a audiência pelada. Ou melhor: toda a audiência como adultos, frágeis e buscando aprovações dentro de seu próprio mundo. Viu? É todo mundo igual. Não há o que temer, a menos que você esteja dando palestra em uma galáxia distante. Aí realmente não sabemos te informar como se comportar, #desculpa. #Sinceramente)

#11 Negocie

Use todas as séries, filmes, livros e pedidos de mais meio ponto ao professor no fim do ano a seu favor na vida adulta, e n aceite tudo o que te dizem (seja um preço, um salário, uma condição de acordo ou uma opinião na mesa de bar) sem resistência quando você sabe que pode conseguir um acordo melhor a partir de um diálogo consistente.

#12 Cozinhe mais

Aprenda a fazer refeições básicas e, aos poucos, desenvolva habilidades dentro das cozinhas que mais te apetecem. Nada é melhor do que curtir uma boa comida feita por quem mais entende do seu estômago (que, no caso, é você).

#13 Peça ajuda

Olha aqui: todo mundo nasceu pelado, careca e sem dente, e ninguém jamais chegaria aos 12 anos de idade se não pedisse ajuda pra ninguém. Todos os animais do mundo vivem em bando e com o ser humano, maior animal de todos, não seria diferente. Peça ajuda. Ajude. Saiba que você não está sozinho se não quiser estar sozinho.

#14 Acorde cedo

E pare de dar chilique porque queria dormir mais. Acordar cedo te dá mais possibilidades de distribuir melhor seu dia, incluindo tirar um cochilinho à tarde para repor as energias. Fora que o nascer do sol é incrível! Lembre-se que quando você morrer vai ter tempo de sobra pra dormir.

#15 Aperte a mão dos outros com alegria

Um bom aperto de mãos é mais significativo do que uma assinatura em contrato. O acordo entre as pessoas que se cumprimentam, de simplesmente estarem felizes por verem umas às outras, já é o suficiente para mudar o rumo do dia.

#16 Escreva

As coisas que ficam no mundo quando você se vai são as coisas que você constrói, inclusive quando escreve. Anote sonhos, sentimentos, compromissos, opiniões, resumos, textões, deixe que as palavras que você aprendeu durante a vida tomem forma e conteúdo através das suas mãos. Além de ser poético, o hábito de escrever te faz escrever cada vez melhor, uma habilidade muito requerida pelos empregadores dos adultos.

#17 Saiba ressuscitar alguém

Faça um curso de primeiros socorros para entender como manter um coração batendo até a ajuda médica chegar, como desengasgar uma pessoa e como lidar com queimaduras, dentre outros imprevistos que podem acontecer enquanto a gente está por aí pensando na morte da bezerra.

Salvar a vida de alguém – incluindo a sua própria – é uma das melhores formas de ser um adulto fodão.

#18 Doe sangue

Se você pode, clinicamente falando, não há porque não fazê-lo, seguindo o raciocínio da dica acima.

Tem medo de agulha? Supere. Tem gente no mundo precisando de você pra viver, ver sangue saindo do seu braço é a menor preocupação da sua existência nesse momento.

#19 Faça aula de defesa pessoal

Somos contra a violência porque queremos ser adultos responsáveis, mas às vezes precisamos saber como dar um bom soco em legítima defesa.

#20 Pare de buscar a perfeição

Vem cá, deixa eu te mandar a real: a perfeição não é um conceito, é uma ilusão.

Nada pode ser pior do que viver uma ilusão que jamais vai se concretizar.

Aceite que você é um adulto cheio de defeitos e de coisas a aprender e, ao invés de se martirizar por não ter sido perfeito, ou não ter feito o certo, lembre-se de se dar novas chances a cada oportunidade de fazer melhor.

Mário Sérgio Cortella (um dos melhores adultos da atualidade) diz que “capricho é fazer o que você pode nas condições que você tem até ter condições melhores de fazer melhor ainda”. Transforme isso em mantra e busque viver com capricho, ao invés de viver com perfeição.

A propósito, esse material, como todo adulto, não é perfeito! Se você tiver mais dicas de como passar pelo desafio de ser gente grande com mais leveza e alegria, mande pra gente nos comentários ou no e-mail [email protected].

Vamos enriquecer, juntos, nosso aprendizado para que sejamos adultos cada vez mais engajados na causa de transformar o mundo em um lugar melhor e mais divertido de se viver, mesmo no dia em que os boletos chegam feito o quadro de cartinhas da Xuxa. #saudades

Comentários (2)

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *