Carreira

10 diferenciais de um profissional de sucesso

Se você perguntasse a seus pais o que os tornaria um profissional de sucesso na época em que eles foram para o mercado, provavelmente dirão que seria desenvolver habilidades com datilografia, estudar no exterior ou fazer uma pós-graduação muito cara.

Coloque na lista, também, fazer carreira durante muitos anos em uma mesma empresa.

Tirando a habilidade com datilografia, as outras opções ainda dão status ou alento (vide concursos públicos) a boa parte da população, mas deixaram de ser as principais definidoras de uma carreira de sucesso.

Hoje, a realidade desse conceito está muito mais focada em se conhecer e se ampliar como profissional e pessoa do que os diplomas ou o tempo de casa que você coloca no currículo.

Existem, basicamente, 10 dicas para que você se torne um profissional de sucesso durante esse período no tempo do mundo, enquanto as definições antigas de trabalho nos dão calafrios só de pensar e as futuras nos fazem refletir sobre nosso papel no mundo.

E, como você é uma pessoa de sorte, todas elas estão reunidas nesse post. 😋

#01 Saiba pelo que você trabalha

Para ser um bom profissional, em qualquer carreira, é indispensável conhecer seu propósito e ser sincero quanto às suas motivações para acordar todos os dias com foco em realizar suas tarefas.

É a vontade de mudar o mundo? Ajudar alguém? Ser reconhecido? Ganhar dinheiro? Realizar sonhos? Para além do seu propósito pessoal, entenda também quais são suas metas e tenha claramente, na sua cabeça, como o seu trabalho pode te ajudar a alcançá-las.

Ter noção disso vai te transformar em um profissional bem mais focado.

#02 Trabalhe

Uma vez que você já sabe onde quer chegar, não finja que trabalha: trabalhe, de fato. Dê seu melhor, todos os dias, busque se aprimorar sempre e foque na conquista dos seus objetivos.

E, acima de tudo, seja produtivo de verdade. Você não é um robô que entrega tarefas: você é um ser humano pensante, que produz. Por isso, se especialize em entregar valor no seu pacotinho profissional.

#03 Aprenda a vender

Seja um produto, um serviço, uma ideia ou até mesmo sua imagem, você precisa saber vender se quiser ter mais reconhecimento de mercado. Pensando nisso, tire logo da cabeça esse pensamento limitante de que você não nasceu para vendas.

Ah, e se precisar de um empurrãozinho nesse conceito – e na prática das vendas –, a gente te ajuda.

#04 Venda-se

Se você é profissionalmente e economicamente ativo, parabéns: você é um produto do mercado de trabalho. Por isso, venda-se. Coloque-se na prateleira de cima. Mostre seus diferenciais através de ações e resultados. Faça contatos, esteja presente nas rodas de discussão da sua área de atuação e se preocupe em responder a todos os e-mails, mesmo aqueles que não parecem ser muito importantes.

Deixe seus perfis nas redes sociais, principalmente Facebook e LinkedIn, sempre atualizados, pois eles são porta de entrada para novas ofertas de trabalho.

E, se você tiver empreendedor, leve ainda mais a sério esse negócio de se vender e vender seu negócio de forma certa, usando todas as ferramentas possíveis.

#05 Tenha hábitos saudáveis

Comer bem e se exercitar com frequência são apenas a ponta do iceberg para desenvolver um corpo saudável e pronto para o trabalho – coisa que está em falta hoje em dia. As pessoas têm ficado doentes porque estão cansadas ou cansadas de tanto ficar doentes, o que reforça a regra de “mente sã, corpo são”.

Para melhorar ainda mais esse cenário, desenvolva hábitos que te ajudarão a manter a vida organizada e produtiva, evitando o estresse e melhorando o andar da sua carruagem profissional. Observar detalhes e traçar planos são duas formas saudáveis de desanuviar as ideias e a vida.

#06 Estabeleça uma rotina

Depois que você traçar quais hábitos quer adotar daqui pra frente, estabeleça uma rotina realista que te induza a executar todas as suas tarefas dentro das horas disponíveis no dia.

É preciso disciplina e foco para ter uma rotina de trabalho centrada, mas não é impossível para quem se esforça. Afinal, os grandes gênios da humanidade estabeleceram rotinas, fizeram todo o trabalho que os tornou memoráveis e, ainda, tiraram boas sonecas durante o processo. E você aí, em pleno 2017, reclamando que não tem tempo de ir à academia.

Detesto quebrar seu ciclo de autoflagelo, mas isso, provavelmente, é só desorganização mesmo.

#07 Tenha uma dedicação do tamanho dos seus sonhos

Não acredite só em talento ou milagre, pois é muito raro que alguma dessas coisas, sozinhas, salvem alguém do ostracismo.

Todo dia, quando se deparar com um desafio profissional, foque em vencê-lo e aprender com ele. E, principalmente, se dedique o quanto puder para alcançá-lo. Lembre-se que você está sozinho no caminho do próprio sucesso e que, se não fizer as mudanças por você mesmo, ninguém mais fará.

Você tem todo o direito – e, até mesmo, o dever – de sonhar alto; mas não ache que só isso vai te fazer merecer que seus desejos se realizem.

#08 Assuma responsabilidades

É fácil encontrar gente que pula de um emprego para o outro dizendo que as empresas é que estão sempre erradas, o sistema está falido e que os chefes não compreendem os trabalhadores.

Tudo isso pode ser verdade, mas raramente são motivos que, sozinhos, justificam uma carreira frustrada.

Muitas vezes não assumimos responsabilidades sobre nossa própria conduta profissional. Dizemos que a empresa é quadrada ou os colegas são chatos, mas não cumprimos horários. O salário está baixo, mas não nos esforçamos para mostrar resultados. Toda e qualquer justificativa para nossos males é a crise – e a crise nunca é a da nossa própria consciência.

Quebre esse ciclo. Conheça suas responsabilidades. Assuma cada uma delas. E, com isso, torne-se um profissional mais respeitado – inclusive para pontuar com critérios todas as coisas do sistema ou da empresa que, de fato, estão erradas e precisam de mudanças.

#09 Seja ético

Respeite seu ambiente de trabalho, seus colegas, superiores e liderados. Se tiver problemas pessoais para resolver, prefira pedir uma conversa com o RH, o chefe direto ou um amigo de confiança dentro do ambiente de trabalho a fazer fofocas ou brigar com todo mundo.

É possível que, durante o processo de se tornar alguém mais ético, você precise passar por cima de velhos “hábitos” ou conceitos que já não servem mais para a sociedade atual. Não seja alguém de mentalidade atrasada: se você insistir nos preconceitos que carrega, logo estará fora, definitivamente, do mercado de trabalho.  

#10 Estude (muito!)

Um profissional que para no tempo já deixou de ser profissional há muito tempo.

Parece filosofia antiga, mas é só uma forma educada de te dizer que, se você não estudar sempre mais sobre sua área – ou assuntos relacionados que possam auxiliar na sua carreira – você será removido do mercado sem dó nem piedade.

O mundo anda cada vez mais rápido e dependente de mão de obra qualificada em tempo real. Então pare de perder energia reclamando que “na minha época tudo isso aqui era mato” e invista sua vivacidade em aprender coisas novas e contar isso no seu currículo.

Assim, você não só terá lugar garantido nas empresas onde quiser trabalhar como, também, desenvolverá habilidades que podem te dar um plano B caso essa seja uma saída necessária.

Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *